Soluções para a lagarta processionária do pinheiro

Entre Dezembro e Janeiro podem aparecer nos pinheiros,tufos de algodão branco.

Estes são os ninhos da lagarta processionária(Thaumetopoea Pityocampa).

Uma das soluções que oferecemos é a remoção dos ninhos realizada imediatamente após a sua deteção no principio do Inverno.

A segunda solução que oferecemos é o combate biológico

com a instalação de ninhos para pássaros que se alimentam das lagartas,

estes ninhos são colocados a partir de Agosto até Dezembro

No fim do Inverno principio da Primavera as lagartas começam a sair dos ninhos em longas linhas,dai o nome processionária.

É nesta altura que os animais de estimação e os humanos tem contato com as mesmas,muitas vezes com consequências dolorosas.

Cada lagarta tem o corpo coberto por pelos urticantes,pelos estes que são constantemente libertados,são dificeis de ver a olho nu,

mas cobrem todos os ramos onde se alimentam e obviamente os ninhos.

Em pinheiros seriamente afetados cobrem a árvore como uma nuvem de pó.

As reações ao contato com as processionárias variam de leve urticária até ao choque anifilático,os sintomas podem durar até três semanas.

Mais grave é o contato direto com as lagartas e/ou a ingestão dos pelos.

Os veterinários tem muitas emergencias durante o periodo de migração da processionária para o solo,os cães pisam os pelos ,lambem as patas.

Quando os pelos tocam os lábios ou a lingua,provocam urticária,inflamação e possivel vómito.

Observe o aparecimento de pequenos pontos brancos na boca e lingua e excesso de salivação.